Mala de Maternidade – O que levar?!

mala de maternidade

Mala de Maternidade – O que levar?!

O Bebé da Mamã juntou-se à Enf.ª Carmen para ajudar as mães neste momento tão especial que é o nascimento do seu filho.

Muitas dúvidas surgem nesta altura mas a mais comum tem a ver com a mala da maternidade.

“O que levar para a maternidade? A partir de quando organizar as coisas? Quantas malas levo?” são algumas das perguntas que a Enf.ª Carmen mais ouve e nesse sentido estamos aqui para vos ajudar.

Sabendo que nem toda a gravidez é de termo (entre as 38 e 41 semanas) e que há bebés que têm pressa de conhecer os pais e o mundo, segundo a Enf.ª Carmen, o ideal será preparar a mala da maternidade por volta das 30 semanas de gestação. 

É importante que a pessoa que acompanha a grávida saiba onde está guardada a mala da maternidade pois, na altura, nem sempre a mãe consegue ir buscá-la ou está em condições de dizer onde a guardou.

Por isso fica aqui uma pequena lista, simples e muito útil, para os futuros pais elaborada pela nossa Enf.ª Carmen:

“Mala da Mulher:

O que a grávida não pode esquecer na entrada da Maternidade:

1- Boletim de grávida e exames recentes;

2- Kit de células estaminais;

3- Plano de parto;

4- Gelatina ou sumo de fruta sem polpa (para consumir durante o trabalho de parto) – confirmar com o hospital que é possível levar/consumir conforme protocolo de anestesia durante o trabalho de parto;

Para o pós-parto:

1- Produtos higiene com cheiro neutro (alguns hospitais não têm disponíveis para dar às mães, por isso levem a vossa necessaire) – Optem por produtos sem cheiro para que o vosso bebé reconheça a mamã durante o momento pele a pele;

2- Creme reparador para os mamilos (à base de lanolina e que não seja necessário retirar para o bebé mamar) ou óleo de côco (altamente reparador e com propriedades antifúngicas);

3- Chinelos (tipo havaianas) – os nossos pés incham bastante no pós-parto!;

4- Robe;

5- Duas a três camisas de dormir abertas à frente para amamentar;

6- Soutien de amamentação;

7- Almofada de amamentação;

8- Roupa para a saída – prática e que não seja apertada na zona abdominal!;

9- Maquiagem – Para nos sentirmos bem depois da primeira noite de descoberta do nosso bebé!.

TOME NOTA:

– Não aconselhamos a levar anéis/pulseiras/brincos ou materiais de valor;

– Todas as maternidades têm pensos higiénicos e cuecas descartáveis, pode levar as suas pois as do hospital têm um tamanho standard e pode não ser confortável para si!;

– Não precisa de levar toalhas, ocupam muito espaço e todos os locais disponibilizam.

Mala do Bebé:

1- Três mudas de roupa + três body´s interiores – no Verão de manga curta e no Inverno de manga comprida. Lavar primeiro e cortar as etiquetas! Podem até separar por dias e fechar em sacos:

2- Fralda de algodão (uma ou duas);

3- Gorro;

4- Lima de papel para limar as unhas – os bebés nascem com unhas compridas e arranham-se pelo que pode limar-separa minimizar os arranhões na face;

5- Uma manta (não polar!) – para tapar o bebé;

6- “Ovo” – nenhum bebé pode sair do hospital sem ser transportado corretamente no ovo;

TOME NOTA:

– Os produtos de higiene do bebé costumam ser facultados pelo Hospital, mas se fizer questão pode levar para o seu bebé os que pretende;

– As fraldas também são fornecidas durante a estadia, mas podem levar uma extra no caso da ida para casa acontecer um “acidente”.

Mala do Pai:

1- Muda de roupa e pijama (se acompanhar a mulher no hospital) + necessaire;

2- Máquina fotográfica – para registar o momento mágico!;

3- Snacks e moedas para máquinas de café – um trabalho de parto é longo e pode durar mais que 24 horas;

4- Uma prenda para a mãe e para o irmão (caso seja segundo filhote) – optem por não oferecer flores podem ser uma fonte alérgica para o bebé”;

A Enf.ª Carmen ainda refere para “confirmarem sempre com o local onde vão ter bebé, a lista que pedem para os casais levarem e cruzem com esta e com o que vocês tinham pensado.

Se na listagem que vos derem aparecer chuchas e/ou mamilos de silicone, é sinal que este local não está acreditado como Hospital Amigo dos Bebés, pelo que o apoio à amamentação pode não ser o mais correcto, estejam alerta!”

Veja aqui todos os nossos serviços para futuras mães, mães e bebés.